Durante vários anos, quis fazer uma carteira de crochê. Especificamente, uma bolsa japonesa, ou seja, uma com um padrão daquele país. Eu amo o design artesanal japonês. Já o vi em revistas eletrônicas, em vídeos, em fotos … só então conheço o Japão e sua cultura de coisas feitas à mão.

Para esta bolsa, segui um padrão japonês que é generosamente postado no YouTube. Também usei outros tutoriais que deixo aqui caso você queira replicá-lo.

Materiais

O único material usado é um pão de juta com duas pontas, como é chamado em Coplasa, em El Salvador, onde eu comprei. Como ferramentas, você precisará das agulhas de crochê número 7 (4,5 mm) e número 5 (3,75 mm), uma agulha capotera, um marcador de crochê e uma tesoura.

Tutorial en

O tutorial básico que segui é de Adel Crochê. Para as paredes da bolsa segui as indicações. O que fiz de diferente foi a base e a forma de colar a fita ou cabide:

Para fazer a base em crochê usei este tutorial da Dear Crochet. Nela é mostrado como tricotar um círculo em meio ponto ( ponto baixo ) em espiral.

O círculo que fiz tem 16 voltas e mede 22 cm. Aí para começar a tricotar o cilindro dei 8 voltas sem aumentos. Continuei com o padrão Adel Crochet original para as paredes da bolsa.

Para o cordão que fecha a bolsa, usei este tutorial do GratiaProject e, como requer dois fios diferentes, usei o fio no centro do coque de juta, além do fio externo, com o qual fiz o tricô. longe.

A longa fita que sustenta o corpo da bolsa é feita de meias pontas ( ponto baixo), como pode ser visto na foto acima. Comecei no meio da bolsa e acertei com a agulha de crochê do outro lado quando atingiu o comprimento desejado.

A bolsa revelou-se usável e bonita. O material é rústico, mas também amigável e resistente. Se você se atrever a fazer uma bolsa assim, deixe um comentário e uma foto.