Mais um mês mais do que uniforme dois desafios no mesmo trabalho. Jen nos propôs em seu Desafio Artesanal um tema muito das datas em que encontramos o Halloween e as Abóboras que, embora eu não seja muito dessa festa "importada", eu a acompanho todos os anos porque acho muito engraçado e divertido, por outro lado, Anaisa Ele nos convidou a participar do Desafio Amigável nº 118 e propôs o tema "Reciclagem". Então comecei a pensar no que faria para enfrentar os dois desafios e, por causa dessas coincidências da vida, consegui fazer dois em um. O trabalho em questão é este simples teatro de sombras chinês com materiais reciclados.

As fotos, como sempre, são um pouco confusas, mas a intenção vale a pena. Tudo é material reciclado, o palco é feito com uma caixa de lenços de papel, a capa com papelão reciclado de um arquivo e os personagens da história a ser representada são os desenhos de um celular que eu fiz alguns anos atrás, também para essas datas e datas. que você pode ver AQUI, é um trabalho simples, mas muito divertido.

Como você pode ver tudo o que eu tinha em casa, o papel de embrulho e os espetos de madeira não são reciclados, todo o resto é reutilizado.

Para começar, cortei a caixa de lenços de papel pela parte mais larga, deixando uma pequena margem para poder colocar o papel manteiga como uma tela (na internet existem tutoriais muito bons, onde você pode ver perfeitamente como fazê-lo). Nesta foto, você pode ver o papel manteiga já colocado em um dos lados da caixa e de um lado uma abertura para colocar os caracteres. Com o papel de embrulho, alinhamos a caixa por todos os lados, mesmo por dentro. A parte de trás é livre para colocar a luz que projetará as imagens na tela.

Para fazer a frente do teatro, usamos um pedaço de papelão que continha alguns arquivos que eu já usei para outros trabalhos. Eu o adornei com um limpador de cachimbo branco e com o sinal central do celular que eu já tinha, os desenhos são recortados porque, quando eu tinha as figuras já selecionadas e prontas para tirá-las pela impressora, lembrei que não tinha tinta e que era tarde demais para desço para comprar, então "administrei" o que estava em casa, como sempre acontece comigo (sou um desastre, mas não vou mudar porque são muitos anos de me sustentar)

O resultado final que mostro na foto a seguir e a história que contaremos foi escrita por minha irmã, porque como você pode imaginar, o teatro já foi solicitado para ela.

E nada mais, para agradecer aos organizadores desses desafios, ao esforço e aos bons anfitriões, também quero incentivar todos os companheiros a visitar os blogs participantes e deixar um comentário, mesmo que seja pequeno, de que gostamos .