A realidade virtual é algo cada vez mais presente em diferentes ambientes e aplicações da vida social e produtiva. Na Espanha, está ocorrendo um fenômeno semelhante ao que está acontecendo em outros países, com a introdução cada vez mais importante de dispositivos e tecnologias de realidade virtual que estão se tornando cada vez mais populares.

O que é realidade virtual?

A realidade virtual é um ambiente gerado por meio de tecnologia computacional que dá ao usuário a sensação de estar dentro dele. Embora sejam tecnologias comprometidas em gerar uma sensação de imersão total, a maioria dos sistemas atuais se baseia nos sentidos da visão e da audição. Capacetes ou óculos de simulação são oferecidos aos usuários, aos quais podem ser adicionados outros dispositivos, como luvas ou trajes especiais. São eles que facilitam a interação da pessoa com o ambiente, aumentando a percepção que ela pode ter dos diferentes estímulos para alcançar uma melhor percepção da realidade.

realidade virtual Espanha

Ao longo dos anos, a popularidade dos dispositivos de realidade virtual cresceu consideravelmente, tanto globalmente quanto particularmente na Europa Ocidental. De acordo com estudos, em países como a Espanha, 8,6% das pessoas estão dispostas a adquirir um dispositivo de realidade virtual, posicionando-se ainda acima de outros países europeus como Alemanha ou Bélgica. Este é um fenômeno que está crescendo particularmente nas grandes cidades, sendo mais significativo o interesse dos usuários pela realidade virtual em Madri ou Barcelona.

A importância do metaverso na realidade virtual

Para entender melhor o papel da realidade virtual hoje, é essencial fazer referência ao conceito de metaverso. O metaverso pode ser definido como um mundo virtual ao qual as pessoas se conectam por meio de dispositivos de realidade virtual que lhes permitem entrar e interagir com seus elementos. Em outras palavras, o metaverso é o mundo virtual no qual se entra através dos dispositivos de realidade virtual. O conceito de metaverso foi cunhado pela primeira vez em um romance chamado “Snow Crash” em 1992. Desde então, tem sido usado para descrever visões de espaços de trabalho virtuais ou tridimensionais.

A coisa a ter em mente é que o metaverso não está procurando se tornar um mundo de fantasia, mas está sendo proposto como uma realidade alternativa onde as pessoas poderão fazer as mesmas coisas que fazem hoje fora de suas casas, mas sem a necessidade para sair do quarto.

O conceito, tal como é visto hoje pelas grandes empresas digitais, está cada vez mais orientado para a criação de universos paralelos completamente virtuais. Universos que podem ser acessados ​​com dispositivos de realidade virtual e realidade aumentada, interagindo dentro deles.

2022, o ano do crescimento

Especialmente na esteira da pandemia de coronavírus, um dos setores que mais cresceu na realidade virtual é o comércio eletrônico. Antes da pandemia, muitos usuários ainda relutavam em realizar determinadas compras pela rede, o que foi substancialmente revertido durante a emergência sanitária e a dificuldade ou risco de sair às ruas. Um dos principais motivos que levaram as pessoas a não optarem por este meio de compra foi a falta de meios de pagamento 100% seguros para realizar essas transações.

Hoje, a situação é completamente diferente. Com uma melhoria substancial nos métodos de pagamento, mais e mais pessoas estão abertas a recorrer à realidade virtual para fazer compras de produtos online. Além disso, cada vez mais empresas e organizadores de eventos estão recorrendo a dispositivos móveis e realidade virtual ou aumentada para oferecer novas experiências aos seus clientes.

Entendendo que a realidade virtual simula a realidade real, a evolução das tecnologias computacionais tem sido substancial nos últimos anos, fundamentalmente devido à sua capacidade de gerar navegações em ambientes fotorrealistas em tempo real e permitir a interação com objetos que estão incluídos nesses ambientes. Assim, um crescimento substancial pode ser visto no interesse pela realidade virtual Barcelona tanto para usuários que desejam entrar em novas experiências quanto para empresas ou negócios que buscam aplicá-la em diferentes eventos ou desenvolvimentos.