Pelo menos um funcionário do Twitter ajudou cibercriminosos a realizar um ataque de hackers a contas de celebridades, que se tornou um dos maiores do mundo história da empresa. De acordo com o portal da placa-mãe, após estabelecer contato com um dos cibercriminosos, as informações privilegiadas forneceram aos scammers acesso à ferramenta interna da plataforma com a qual as contas foram capturadas.

Mais de uma centena de contas públicas do Twitter foram possíveis por um funcionário do Twitter que, mediante uma taxa, forneceu aos invasores acesso às ferramentas internas da plataforma, relata a Motherboard, citando hackers que lideravam

"Usamos um funcionário que literalmente fez tudo por nós", disse uma das fontes do portal. A segunda fonte confirmou que um dos funcionários do Twitter recebeu dinheiro para ajudá-lo a penetrar nos sistemas internos da plataforma.

É relatado que uma ferramenta especial da empresa foi usada para invadir, com a ajuda do qual endereço de email associado a uma conta específica foi alterado. Pelo menos alguns perfis de celebridades foram capturados dessa maneira.

Na quarta-feira, 15 de julho, várias contas grandes no Twitter pertencentes a celebridades foram invadidas. Bill Gates, Jeff Bezos, Ilon Musk, Mike Bloomberg, Warren Buffett, Barack Obama, Joe Biden, Kim Kardashian, Kanye West e algumas outras figuras públicas sofreram como parte do ataque dos hackers. Como é evidente no microblog de suporte técnico do Twitter, os atacantes confiscaram cerca de 130 contas.

Nos perfis invadidos, os cibercriminosos publicaram informações sobre a "distribuição de bitcoins". Sabe-se que os golpistas que oferecem àqueles que desejam dobrar seu capital ganharam mais de US $ 100.000 por fraude.

 Contas do Twitter-celebridades-notícias-2020